TRILHA SONORA: SIERRA BURGESS É UMA LOSER

No começo desse mês, estreou na Netflix o longa-metragem Sierra Burgess é uma loser (Sierra Burgess is a loser) e eu já estava doida para assistir este filme só pelo elenco, que conta com duas atrizes que eu admiro muito: Shannon Purser, a Barb de Stranger Things, e Chrissy Metz, a Kate de This is Us.

Depois de ver o filme (que eu desde já super recomendo a todos e assim que possível terá minha opinião completa dele no Algo do Tipo), fiquei ainda mais apaixonada por essas duas, que estão ambas impecáveis em seus papéis, e me encantei pela trilha sonora, que embora eu tenha ouvido antes do filme estrear (Spotify, eu te amo!), causou uma experiência bem diferente ao tocar durante o longa, casando super bem com os personagens, seus sentimentos e a história retratada.

Para saberem mais um pouco do que eu estou falando, confiram a lista das músicas desta trilha sonora linda – que conta inclusive com uma música cantada pela própria Shannon Purser (a protagonista deste filme) -, e depois corram já para assistir o filme na nossa amada Netflix  ♡


Lista de músicas:
Sierra Burgess 1
Kid Wonder – Allie X
I Don’t Change – K.I.D.
Keep Me Young – Leland
Dynasty 2 aka Go Fight Win! – Rob Rasner, Ken Rasner
Half of You – Leland
Started with you – Leland
Latitude – Leland
Gone Girl – K.I.D.
The Other Side – Allie X
Paper Love – Allie X
Run Into You – Leland
Only Human – Maggie Szabo
Cage Fright – Jason Graves
89s Baby – Leland
Lights – Leland
Lie for Love – Leland
Sunflower – Shannon Purser
Middle of Love – Leland

Ouça a trilha sonora no Spotify:

Anúncios

[QUOTES] UMA REAL LEITORA

Quotes - Uma Real Leitora1
No mês passado (agosto), querendo uma leitura rápida e descompromissada, peguei esse livro na minha estante (que estava a um bom tempo lá) e comecei-o a ler sem grandes pretensões. Pois bem, foi exatamente isto que aconteceu: nada de muito especial, apenas uma historinha rápida e até mesmo divertida sobre a Rainha Elisabeth e seu amor pelos livros. Só que mais do que uma leitura para relaxar, este romance me rendeu também um bons quotes, e hoje vim compartilhar por aqui como uma forma de divulgar o livro além das resenhas e críticas, que podem ser lidas no Algo do Tipo, o blog de entretenimento que eu tenho em parceria com minhas duas amigas queridas, a Vanessa e a Karine (Moony).

Apreciem e se puderem, leiam também este livro curtinho e delicionso!

– Ah, até o final. Quando começamos um livro, terminamos. É assim que fomos educados. Livros, pão com manteiga, purê de batatas, come-se tudo o que está no prato. Foi sempre a minha filosofia.” (p.18)

[…] O que ela estava descobrindo também era como um livro levava a outro, portas sempre se abrindo para onde quer que se voltasse e os dias nunca eram longos o bastante para a leitura que queria fazer.” (p. 26)

“[…] Todos os leitores eram iguais e isso a levou de volta ao começo de sua vida. Quando menina, uma de suas maiores emoções havia sido a Noite da Vitória, quando ela e a irmã tinham se esgueirado para fora dos portões e se misturado, incógnitas, à multidão. Havia algo parecido com isso na leitura, ela sentia. Era anônima; era compartilhada; era comum a todos. E ela, que havia levado uma vida apartada, agora descobria que tinha fome daquilo. Ali naquelas páginas e entre aquelas capas podia caminhar incógnita.” (p. 35)

“[…] E ocorreu-lhe (como anotou no dia seguinte) que a leitura era, entre outras coisas, um músculo e um músculo que aparentemente era preciso exercitar.” (p. 93)
Quotes - Uma Real Leitora2Título original (inglês): The Uncommon Reader
Autor: Alan Bennet | Tradutor: José Rubens Siqueira
Record | 2008| 1ª edição | 111 páginas
Você pode garantir um exemplar do livro clicando aqui.

[RECEITA] Brownie de Chocolate

Eu sempre tive vontade e curiosidade de experimentar um brownie. E queria também aprender a fazer esta delícia que constantemente eu via comerem por aí. Então quando vi que esta seria uma das aulas dos cursos de um dia de uma casa de festas aqui do meu bairro (Sonho da Festa, uma loja com artigos em geral para festas localizada no bairro de Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro, e em outros bairros do Rio também), não pensei duas vezes, eu tinha que fazer aquela aula! Me inscrevi, aprendi a preparar esta maravilha – com direito a degustação após a aula ♡ – fiz a minha em casa (e deu certo, yeah \0/) e assim resolvi trazer a receita aqui para vocês. Vamos lá?

Ingredientes:
– 200 g. de chocolate picado (de preferência, chocolate próprio para confeitar/receitas, como os da marca Harald);
– 150 g. de manteiga sem sal;
– 1 xícara (chá) de farinha de trigo;
– 1 colher (chá) de canela;
– 2 ovos;
– 1 pitada de sal;
– 195 g.  de açúcar mascavo;
– 1 colher de sopa de rum ou de essência de baunilha
– 50 g. de nozes picadas (opcional).

Para a cobertura:
– Chocolate derretido ou Nutella;
– confeitos diversos à sua escolha 😉
brownie1
Preparo:
– Corte o chocolate em pedaços, misture com a manteiga e leve ao micro-ondas em potência média para derreter. A cada 30 segundos, abra o micro-ondas e mexa até que o chocolate derreta por completo, formando uma mistura homogênea com a manteiga. Junte então a farinha de trigo, as nozes (opcional), a canela e o sal. Reserve.
– Em outra travessa, misture os ovos com o açúcar e o rum ou a essência de baunilha. Acrescente então à massa de chocolate e misture bem.
– Despeje em uma forma retangular ou redonda baixa (tipo de pizza) untada e enfarinhada (sugestão: após untar com a manteiga, use um pouco de chocolate ou de cacau em pó no lugar da farinha de trigo; fica ainda mais gostoso!). Reserve.
brownie2
(Dica antes de levar a massa ao forno: dê umas “batidinhas” com o tabuleiro na bancada; ajuda na hora de soltar a massa)
– Pré-aqueça o forno a 180°C (forno médio) e então leve a massa ao forno por aproximadamente 20 minutos; verifique se está assado espetando um garfo e verificando a parte de cima: se formou uma casquinha, pode apagar o forno (para que não fique muito duro 😉)
– Retire do forno, deixe esfriar um pouco e quando estiver morno, desinforme-o. Corte então em pedaços do tamanho que desejar.
– Por fim, coloque o chocolate derretido de sua preferência ou Nutella por cima e confeitos como M&Ms e afins.
– Sirva ♡
brownie3
(Chef Snape recomenda comer o Brownie com um cafezinho preto)

Rendimento: dependerá do tamanho dos pedaços que você cortar; como eu cortei pedaços grandes, deu aproximadamente uns 10.

O brownie tem uma consistência tipo de bolo solado, ficando mais baixo (até por conta da forma) e mais durinho do que um bolo convencional, além de ser mais “massudo” (acho que por causa do chocolate).

Nesse brownie, eu usei o chocolate amargo da marca Harald, mas pode ser usado o chocolate ao leite também ou o branco, caso queira fazer o brownie branco (aí é só substituir o açúcar mascavo pelo refinado).
Receita Ilustrada - Brownie
(Receitinha Ilustrada para vocês – acho que vou fazer todas assim a partir de agora *-*)

Créditos: 
Receita aprendida no curso da Sonho da Festa e adaptada por mim ^-^

Trilha Sonora: Orgulho e Paixão

Dia desses eu estava conversando com meus amigos sobre músicas que curtimos e a compra de CDs destas músicas – algo um tanto “raro” hoje em dia, especialmente em lojas físicas, que estão vendendo cada vez menos CDs.
Eis então que me veio a mente a “brilhante” ideia de procurar a trilha sonora da novela Orgulho e Paixão, aquela inspirada nas obras da escritora inglesa Jane Austen e que me fez gostar novamente de novelas (falarei mais sobre isso num post futuro) e que está prestes a terminar.
E assim, aquelas músicas que eu já escutava todo dia enquanto assistia a novela, foram enfim ouvidas na íntegra por mim e olha… estou apaixonada ♡
playlist Orgulho e Paixão 1
(Darcy e Elisabeta, casal principal da novela)

E com essa minha paixão pelas músicas maravilhosas dessa novela (que só tem nacional!), procurei a playlist no Spotify e resolvi desta forma compartilha-lá com vocês. Ficou curiosa(o)? Então é só clicar no link a seguir e apreciar essas músicas deliciosas (ou, como diria a Ema, personagem da novela, suculentas):
https://open.spotify.com/embed/user/redeglobo/playlist/4ZpkCokAluBn26GyZLNh3p

Lista de músicas:
01. Doce companhia (Lucy Alves)
02. Mais que o tempo (Taryn)
03. Mais bonito não há (Milton Nascimento, Tiago Iorc)
04. Fica (Anavitória, Matheus & Kauan)
05. Se você jurar (Mumuzinho)
06. Estrada Branca (Chitãozinho e Xororó)
07. Lembra (Luiza Possi)
08. Dono da razão (Wilson das Neves)
09. Nômade (Renato Godá)
10. Te amo tanto (Paolo)
11. Menina do vento (Zanna)
12. Noites com sol (Flavio Venturini)
13. Erva Venenosa (Valentina Francisco)
14. Paixão (Kleiton & Kledir)

[Primeiras Impressões] Alaska Neve ❄ ⛄

Poder conhecer a neve “de perto”, sentindo o friozinho na palma da mão. Quem nunca sonhou com isso? Ainda mais sendo daqui do Brasil – e mais ainda, daqui do Rio, cujo calor From Hell não nos deixa nem aproveitar o inverno direito -, não é mesmo?! Agora imagina ter essa experiência pertinho de casa e pagando apenas 20 e poucos reais??? É óbvio que eu tinha que aproveitar esta oportunidade única, e foi isso que eu fiz no último domingo (19/08/2018) aqui no meu bairro.

Chamado Alaska Neve, o local/evento trás como proposta justamente esta experiência de conhecer a neve de pertinho. Só que nem tudo são abraços quentinhos, como diria Olaf de Frozen.

A começar pela fila IMENSA e a má organização dos funcionários, o que gerou um grande estresse tanto para os adultos quanto para as crianças, que era o grande público de lá. Até entendo que por ser final de semana, esses eventos costumam ser mesmo mais cheios, só que a quantidade de pessoas que eram liberadas para aproveitar o espaço por vez – que no final acabava sendo demais, pois o espaço é relativamente pequeno – poderia de repente ser menor e o tempo reduzido, já que muitos saiam antes do tempo estipulado (a permanência era de 30 minutos no local), ou então poderiam agilizar o processo de arrumação do espaço em si, que demorava por volta de mais 30 minutos para que estivesse devidamente arrumado para o próximo grupo que fosse entrar.
AlaskaNeve1
(Eu e meus amigos na interminável fila)

Entretanto, tirando esses pequenos detalhes que tornaram a experiência cansativa, no final o resultado foi positivo. A neve não era fofa e nem dava para moldar uma bola de neve como visto em filmes (fiquei chateada com isso ☹), mas como não tenho nenhum parâmetro (ainda!) de neve de verdade, não posso falar com muita propriedade sobre. Mas pude me divertir e jogar pedacinho de neve nos meus amigos, e isso foi bem divertido.

Outra coisa que eu sempre quis fazer e finalmente pude foi o famoso Anjo de Neve, e este sim foi como o dos filmes e eu amei ❤
AlaskaNeve2
(Fazendo o Anjo de Neve – congelei tudo mas sai feliz XD)

Sendo assim, eu diria que o evento é mediano. Vale à pena pelas fotos que dá para tirar e pelo friozinho, e também se você estiver em boa companhia, como foi o meu caso (estar com os amigos faz tudo valer à pena), só recomendo comprar o ingresso pela Internet e no primeiro lote promocional, que foi o que eu fiz e que custou R$22,00 (20 reais mais 2 da taxa do cartão de crédito), pois comprando no local custava R$70,00 a inteira (O.O), o que realmente não vale à pena. E só um conselho: apesar de fornecerem caso e luva térmico, além do aluguel de galochas por R$10,00, recomendo ir com casacos e calça. E levar um par de meias extras, caso não queira alugar as galochas, pois o gelo derrete um pouco e aí você fica com o pé molhado.
AlaskaNeve3
(Conheci o primo pobre do Olaf lá. Batemos altos papos XD)

Ps.: Estes valores são referentes ao Alaska Neve aqui do Rio de Janeiro, mais especificamente do Park Shopping Campo Grande, portanto pode haver variação de valores dependendo da cidade 😉

Ps².: Confira o site para maiores informações, como locais disponíveis e compra de ingressos: https://www.sympla.com.br/alaskaneve)

Tag Nacionais para todos os gostos!!!

tag-livros-nacionais1
Oi oi, pessoal. Tudo certinho?
Livros são tudo de bom, e quando o assunto é autor nacional, é melhor ainda, pois nada como enaltecer os escritores e as escritoras do nosso país, não? Por isso que quando vi essa TAG maravilhosa no blog da minha querida amiga Aline do Leituras, Vida e Paixões, não deu outra: tenho que respondê-la também *-*
Antes de mais nada, porém, gostaria de esclarecer que essa TAG faz parte de um projeto de blogs literários para o mês de julho, só que como eu só fui ler o post da Aline agora em agosto (#shameonme), meu post teve que ficar agora para agosto mesmo ^^’

1- Um romance contemporâneo ou chick Lit nacional favorito / ou que gostaria de ler.
As GRANDES aventuras de Daniella, da L.L. Alves

A Lu (L.L. Alves), além de uma escritora de primeira e parceira desde os tempos do meu antigo blog (Attraverso le Pagine), é também uma super amiga que eu fiz graças aos livros, então nada mais justo do que ela estar aqui nesta lista. Só que mais do que isso, suas histórias encantam, emocionam e inspiram, e por isso eu não poderia deixar de falar de As GRANDES aventuras de Daniella.
Este chick-lit me fez me identificar com a protagonista logo de cara, além de me divertir em vários momentos, entrando assim pra minha lista de favoritos do gênero.
Super indico a leitura, que inclusive tem resenha no Algo do Tipo:
https://blogalgodotipo.wordpress.com/2018/03/29/resenha-as-grandes-aventuras-de-daniella-de-l-l-alves/

2- Uma fantasia nacional maravilhosa/ ou que você gostaria de ler.
Série Os dragões de Titânia, do Renato Rodrigues

Conheci o Renato Rodrigues numa Bienal do Livro aqui do Rio alguns anos atrás graças a uma grande amiga (que também fiz graças aos livros!) e o cara é uma figuraça como seus livros, que possuem tudo que uma boa fantasia deve ter além do toque especial de bom humor de seus personagens principais, que mesmo passando pelas situações mais adversas, encaram tudo com muita alegria e otimismo, passando belas lições a quem lê.
Ficou curiosa(o)? Então não deixe de conferir a resenha dele, também disponível no Algo do Tipo:
https://blogalgodotipo.wordpress.com/2018/03/28/resenha-os-dragoes-de-titania-a-batalha-de-argos-de-renato-rodrigues/

3- Um suspense nacional mais instigante que você tenha lido ou gostaria de ler.
Dias perfeitos, do Raphael Montes

Um suspense desses de tirar o fôlego, assim eu classificaria Dias Perfeitos. Raphael Montes criou aqui uma trama instigante, dessas que não te deixa largar o livro até que você termine a leitura – o que todo bom suspense deve fazer, na minha humilde opinião -, e por isso mesmo eu não poderia deixar este livro de fora dessa lista.
Leiam pois não irão se arrepender!
Ps.: Também tem resenha dele no Algo do Tipo:
https://blogalgodotipo.wordpress.com/2018/03/28/resenha-dias-perfeitos-de-raphael-montes/
tag-livros-nacionais2.jpg
4- Um livro de Terror/ horror que você adorou ou que tem curiosidade de ler.
Horror na colina de Darington, do M.V. Barcelos

Claro que eu não poderia deixar passar esse terror nacional de primeiríssima! Apesar de não ser uma grande fã do gênero (principalmente por causa dos filmes, que eu morria de medo de assistir e só agora, depois de muita insistência dos amigos, que estou assistindo alguns), devorei esse livro quando ele ainda estava no Wattpad, lendo-o à noite, um pouco antes de dormir e morrendo de medo pois sou dessas que sonha com os livros que está lendo O.O
Enfim, leiam pois não irão se arrepender!
Lembrando que também tem resenha dele no Algo do Tipo feita pela talentosíssima resenhista Karine (Moony):
https://blogalgodotipo.wordpress.com/2018/04/08/resenha-horror-na-colina-de-darrington-de-m-v-barcelos/

Ps.: Lembrando que o segundo volume, A dança da Escuridão , foi lançado este ano (2018) pela Faro Editorial.

5- Um Young / New adult favorito ou que você tem curiosidade de ler.
Céu sem estrelas, da Iris Figueiredo

Sobre Céu sem estrelas, não posso comentar muito pois ainda não o li. Porém espero conseguir ler ele muito em breve, já que tenho escutado muitos elogios à história e ainda por ser da fofa da Iris (quem a segue no Twitter e no Instagram vai saber do que eu tô falando), sem falar que ter esse livro publicado foi uma grande realização pra ela, então eu vibro por isso *-*

6- Um romance nacional de época que ganhou seu coração / ou que você quer muito ler.
O que toca o coração, da Silvia Spadoni

E por fim, romance de época ❤
Ainda que não conheça muitos, me apaixonei pelo gênero graças à diva Julia Quinn e sua série dos Bridgertons (parei no quarto livro da série e pretendo continuar as leituras assim que possível!), e sempre que posso, dou uma pesquisada em outros livros sobre o tema. Pois eis que entre minhas pesquisas, conheci a Silvia Spadoni num evento de Romances de Época que fui no ano passado (2017) com minha amiga (a mesma que me apresentou ao Renato Rodrigues; boa influência literária ela *-*) e a achei uma fofa também! Muito simpática e atenciosa, ela me fez querer de cara ler todos os seus livros, e quando vi esse seu novo livro, com essa capa lindíssima, fui logo pesquisar a sinopse e aí pronto: tenho que ler esse também. Espero conseguir adquirir meu exemplar em breve para começar a leitura.
tag-livros-nacionais3

Amei responder esta TAG e espero assim instigar mais a leitura de livros nacionais de autores contemporâneos, pois tem muita história boa que às vezes deixamos de conhecer por preconceito ou até falta de conhecimento.
E quem quiser responde-la, sinta-se à vontade 😉

Leia também o post da Aline em:
https://leiturasvidaepaixoes.blogspot.com/2018/07/tag-nacionais-para-todos-os-gostos.html

[RECEITA] Crepioca com recheio de queijo

Dia desses enquanto estava nas minhas andanças pela Internet, me deparei com uma receita que a tempos eu queria testar para experimentar: a crepioca!
Sou “a louca das receitas”! Sempre que vejo uma, quero logo testá-la, e com esta em especial, não poderia ser diferente. E logo depois eu pensei: ei, porque não compartilhá-la no blog, já que deu certo e tudo mais?
Assim, hoje nasce uma nova série de posts será vista com frequência por aqui – se assim meus dotes culinários permitir!

De receitas fit, como a de hoje, a doces finos e bebidas inusitadas, teremos de tudo um pouco, pois a comida para mim deve ser assim: com equilíbrio.
Agora pegue seu caderninho de receitas para anotar tudo 😉

Ingredientes:
– 1 ovo;
– 2 colheres (sopa) de farinha de tapioca;
– 1 pitada de sal;
– 1 pitada de chia;
Para o recheio:
– 1 pedaço pequeno de queijo branco (ou outro de sua preferência);
– ervas-finas ou orégano a gosto.
crepioca1.jpg
(vinho não incluso na receita :P)

Preparo:
– Misture o ovo, a farinha de tapioca, o sal o a chia e leve ao fogo médio numa frigideira antiaderente até dourar um dos lados; vire, apague o fogo e reserve.
– Corte o queijo em quadradinhos e amasse-o com um garfo e então misture as ervas-finas (ou o orégano).
– Coloque a mistura do queijo com as ervas-finas em cima da massa que está na frigideira e leve novamente ao fogo até que o outro lado doure.
– Sirva aberta ou fechada.

crepioca2.jpg
(Chef Snape aprovou a crepioca)

Rendimento: 1 porção

crepioca3.jpg

A crepioca fica macia, com uma textura que lembra um pouco uma panqueca, só que mais leve. É ótima como refeição, especialmente a noite, pois alimenta sem pesar no estômago.

O recheio fica a sua escolha. Eu optei por usar o queijo branco pois além de ser o que tinha em casa na ocasião, ele é um dos recheios que eu mais gosto de usar em salgados (tapioca principalmente). Mas você também pode colocar algo doce, como Nut… creme de avelã, por exemplo *-*

Espero que vocês tenham gostado e que experimentem fazer também.

Obs.: A receita foi adaptada por mim a partir de uma encontrei na fanpage +QV FIT